FGV EPGE Promove Seminário Internacional sobre Educação Superior

Date of the event: 09/17/2015 - 09:00

PARA OBTER APRESENTAÇÕES, REPERCUSSÃO NA MÍDIA, PDFS E DEMAIS INFORMAÇÕES SOBRE O EVENTO. CLICK HERE.

A FGV EPGE - Escola Brasileira de Economia e Finanças organizou, em parceria com a Universidade de Bath (Reino Unido), o Seminário Internacional sobre Educação Superior “Higher Education: Perspectives and International Experiences”. O evento, realizado no dia 17 de setembro, abordou temas como impacto social, regulação, qualidade do ensino superior, demografia, barreiras e ranking global, entre outros.

A abertura do seminário foi conduzida pelo diretor da EPGE, professor Rubens Penha Cysne, pelo professor de Bath, Ian Tonks, além do vice-diretor da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Anísio Brasileiro de Freitas Dourado, e do professor da FGV, Lindolpho de Carvalho Dias.

“Esse seminário é mais uma das iniciativas da EPGE no sentido de debater publicamente alguns assuntos que são muito importantes não apenas para o país ou para o Estado, mas para a comunidade, para a família e para cada um de nós. Educação é a política pública mais importante entre todas que conhecemos, pois promove, ao mesmo tempo, o crescimento e o resgate de pessoas da pobreza, além de diminuir a desigualdade”, destacou o professor Rubens.

O seminário contou ainda com a participação de Marcelo Neri, do Centro de Políticas Sociais da FGV. Para o ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, o atual cenário de restrição fiscal enfrentado pelo Brasil demanda um aprimoramento do sistema de avaliação das políticas de ensino para que o país possa aperfeiçoar seus programas e concentrar recursos nos programas educacionais mais bem-sucedidos. O economista acrescentou ainda que a falta de interesse dos jovens é um indicativo da ausência de um sistema de monitoramento eficiente.

"Pesquisa realizada pelo CPS indicou que, dos 62% que afirmaram não estar cursando ensino superior, 86,4% justificaram falta de interesse, contra apenas 5,4% que apontaram falta de oferta e 4,2% que indicaram restrições financeiras. No ensino secundário, a tendência é a mesma. Isso indica que não estamos sabendo como atrair essas pessoas para as salas de aula”, explicou Neri.

O seminário contou ainda com a participação do diretor da CAPES, Marcio de Castro Silva Filho, os professores Rajani Naidoo, Margaret Greenwood e Jurgen Enders, da Universidade de Bath, Cecília Machado, da FGV/EPGE, Raquel Guimarães, da UFPR, o membro da Diretoria de Avaliação Técnica do INEP, Renato Augusto Santos, e a CEO da Eleva Educação, Maria Eduarda Falcão. Os diretores, do Instituto Vale, Sandoval Carneiro, do IETS, Simon Schwartzman e da FGV, Antonio Freitas, também estiveram presentes como moderadores das mesas.